Segundo primeiro beijo




Minha mão pedia seu rosto, como se fosse a primeira vez,
O céu estrelado passava despercebido, como todas às vezes,
A única coisa que eu vi, foi o íris no seu olhar,
Que me atraia como imã, e eu me deixei levar,
O primeiro me tira o sono e me acorda,
O segundo me relaxa e me faz dormi,
O primeiro foi irreal, pois ando sonhado com ele o dia todo,
Mas o segundo é tão real que seu gosto passeia na minha boca,
Foi apenas um, ou dois, foram muito profundos,
Tão que me perdi neles,
Olha, eu quero outro beijo, quero levar comigo o que temos de melhor,
Olha, eu vou partir, mas fica aqui com você o que ninguém poderá roubar,
Nosso segundo primeiro beijo, e levarei também,
Olha, estou pronto, que seu beijo com sabor de fantasia, seja irreal e dure para sempre,
Mas seja real suficiente a ponto para saudade morar em minha boca,
Que faça do nosso terceiro primeiro beijo mais especial ainda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário