Do lado de dentro









Uma parte de mim ainda pensa em você,

A outra tenta lutar com todas as forças pela ração,

De um lado sinto-me querendo o silencio,

Do outro lado, sinto-me por sua voz,

E deste lado que grita, é simplesmente o lado que se encontra o coração,

Já razão tenta convencer a paixão,

Mas a paixão mostra que com você nunca existe razão,

De um lado o medo de nunca mais ter você em meus braços,

Do outro, o medo de nunca mais me ter por completo,

Porque do mesmo lado, conscientizo-me que você levou quase tudo de todos os lados de mim,

Do outro lado que não me encontro mais, restou somente um devaneio que só vim percebi depois de conhecer este lado,

Deste lado ficaram nostalgias, e a duvida,

De que lados encontram-me agora?

De um lado o fogo, do outro a chuva para apagar,

Mas dos dois ainda ficaram o calor,

De um lado o amor, do outro o tempo para esquecer,

Dos dois a saudade de tudo que restou,

De um lado penso em você o dia todo, do outro um dia após o outro dia para aprender a viver sem você,

Dos dois lados, a noite que só me lembra de como é escuro ficar sem você, e com ela as estrelas que me lembra do brilho dos teus olhos,

Mas todos os lados concordam que não devemos esquecer,

Mas aprender a fazer novas lembranças,

E na duvida de qual lado seguir,

Seguirei o lado que eu não resistir, sabendo que todos os lados te querem inclusive o lado de dentro.

Um comentário: